Um dia descobrimos que as nuvens
não são feitas de algodão.

Que Papai Noel não existe,
é o papai quem coloca os presentes na árvore de natal.

Um dia descobrimos que os bebês não nascem do repolho,
Que Coelhinho da Páscoa não existe.

Um dia percebemos que o Saci-Pererê não é real,
que a Emília é de mentira, que o Visconde é uma lenda.

É quando percebemos que as armas de fogo realmente existem,
que matam, que os filmes de “bang-bang” da TV são reais...

É! É aí que se percebe que a vida não é só um “mar de rosas”,
que não se vive 300 ou 400 anos como nos filmes e desenhos animados.

Que não existe mágica, é apenas enganação,
que o palhaço é uma pessoa fantasiada, e pior:

Que teremos que estudar pelo resto da vida,
que o “negócio” é sério mesmo, é pior do que imaginávamos...

É quando crescemos, é quando percebemos que a infância foi uma grande mentira.
Mas também nos damos conta que foi onde vivemos os melhores anos de nossa vida.

Alyne Cavalcante Valença – 16 anos


 

Indique esta página!

 

[Clinica Repensar] [Menu Feminino] [Recanto do Adolescente]

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br