Que emoção é essa?
Dilema! Trata-se de uma desarmonia, podemos dizer uma espécie de dissonância cognitiva. É uma insatisfação interna, que vê conflito onde quer que vá. Um sentimento de não sentir-se bem em lugar algum. Toma-se a decisão de mudar de lugar; de emprego, ou de casa; ou de namorada (o); mas continua-se com o conflito em qualquer que seja a situação.
É comum ouvir as pessoas dizerem, não gostar da sua cidade, e resolvem mudar de cidade e o conflito continua o mesmo. Ou ainda, não gostar do parceiro e resolve trocar de parceiro e o conflito continua o mesmo, e o pior de todos, não gostar da profissão, ficar infeliz com o que faz, mas também não consegue fazer outra coisa.
Como resolver essa questão? Primeiramente aceitar verificar que essa é uma questão interna e não externa. Trata-se de um conflito emocional de insatisfação consigo mesmo, de falta de aceitação por si. Baixa estima.
Aprender gostar de si mesmo requer um ato de humildade em examinar a própria situação e por pior que ela pareça aceitar no primeiro instante e depois fazer da situação algo criativo e prazeroso.
A nossa vida é resultado do pensamento. Se sempre pensamos de forma insatisfatória, cria-se um programa cerebral de crenças insatisfatórias e o que pode acontecer? Mais insatisfação como resultante.
A maneira de mudar esse processo é treinar pensar de forma satisfatória sobre a própria vida. Começar observar os ganhos de cada situação que vivenciamos, por pior que ela se apresente e na medida em que treinamos ser mais otimistas, começamos a agradecer pelo aprendizado que estamos obtendo com o novo processo e naturalmente a satisfação interior vai se manifestando, pois foi obtido espaço para o sentir ultrapassar a emoção que estava impedindo o sentimento puro de entrar no coração.
Começam a surgir novas ideias e novos rumos começam ser estabelecidos naturalmente e dessa forma, concluímos que só fica no dilema, quem não tem gratidão pela vida, que não consegue enxergar o universo de possibilidades ao seu redor. Acredite que uma magia acontece quando estamos felizes com nossas vidas e nosso processo de ação de cada dia, e a reclamação muda de departamento, pois ficamos mais livres e mais leves.

Sonia Braga Urbano


::: Clinica Repensar ::: Menu ::: Voltar ::: Indique esta página! :::

 

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br

CrysGráficos&Design