Quando sofremos um sentimento de perda como aconteceu comigo recentemente, ocorre uma dor infinita levando muito tempo para se esvaziar e neste momento gostaria de dar uma explicação técnica desse fenômeno.

Embora eu conheça tecnicamente a razão dessa dor, ainda assim é muito difícil superá-la imediatamente, sendo até mesmo prudente experiência-la e torná-la consciente, procurando percorrer mais profundamente todo o aprendizado obtido em torno dos acontecimentos que levaram a perda.

Somente dessa forma, com a conscientização do novo aprendizado interior, ou seja, recolhendo todos os aspectos sombrios guardados no inconsciente, é que o processo pode ser um pouco mais rápido.

É como se voltássemos a chorar e sofrer por nossa criança que ficou vazia e desamparada, acessando o sentimento de solidão e falta de amor de nossa criança. O amor e abandono que sentimos dos nossos pais na primeira infância.

Na verdade, a perda acessa esse sentimento profundo do nosso âmago e neste caso precisamos acolher nossa criança, dar carinho e compreensão a ela, para que consigamos melhorar nossa dor e tristeza, que aos poucos vai se diluindo. Isto só será possível quando vamos nos envolvendo com a realidade do dia a dia e pensando sempre que estamos aqui nesta vida, para aprender a nos sobressairmos das situações tristes que testemunhamos no cotidiano.

Desta forma usar um pensamento adequado é bem importante, por exemplo: Se perguntar o que poderia fazer bem a sua criança interior neste momento? Para isto existe muitas coisas a serem esperienciadas, como por exemplo:

Será que sua criança gostaria de passear ao ar livre, na mata e cachoeira, ou ainda na praia?

Ou será que ela gostaria de cantar, dançar!

Ou quem sabe, meditar relaxar. Ou tudo isto, um pouco por dia!

Ficar chorando em casa, certamente o processo ficará muito mais longo ou interminável para alguns que não se propõe a buscar uma solução para essa emoção da perda.

Estamos aqui neste mundo, para cumprir uma missão e não deixar a missão truncada ou interrompida porque teve uma perda, sentir a dor, é necessário, mas buscar a alegria em seguida para vencer mais um obstáculo, natural neste processo humano. Buscar amigos, novas buscas, novos caminhos.

Beijos no coração de todos.

Sônia Braga Urbano

 
Indique esta página!


[ Clinica Repensar ] [ Feminina] [ Menu ]

 

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br