Olhe-Me como Poeta
E certamente poderá perceber
Em mim, a força do desejo,
A ânsia do teu beijo,
A magia do amor.

Olhe-me como poeta
E poderá sentir, muito além,
Do que conseguirá descrever,
Desejará me possuir...
Como se pudesse penetrar
Na essência de meu ser!

Olhe-me como poeta...
Que por fim, sentirás!
A eternidade neste momento,
E se eternizará no sentimento,
Da entrega, da doação, da integração...
E seremos Uno a todo o momento.

Olhe-me como poeta,
Para não perder o encanto.
Na racionalização do ego,
Que justifica o desamor e...
Lamenta o dissabor!
Olhe-me e sinta-me como poeta!

Sonia Braga Urbano

 

::: Menu ::: Voltar :::

::: Clinica Repensar ::: Indique esta página! :::

 

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br

CrysGráficos&Design