Estou aqui agora
Como era outrora
No esplendor da aurora
mesmo, muito embora,
De uma boa história
É a fonte que hoje jorra
Nesta longa demora.

Sem hora pra chegar
Sem momento pra escutar,
Quem aqui agora está
Tem muito pra contar
Mas nada a declarar.

Só resta a certeza
e uma certa clareza
Que impera a beleza
Desta natureza
Apesar da incerteza,
Há, ainda, uma chama acesa
E uma certa realeza.

E no coração
maior que a emoção,
Fica a sensação
Que melhores serão
Os dias que virão.

Alyne C. Valença - 16 anos

 

Indique esta página!

 

[Clinica Repensar] [Menu Feminino] [Recanto do Adolescente]

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br