São coisas de criança:
Fantasias, ilusões,
Birras e malcriações,
Sonhos e esperança.

São coisas de criança:
Brincadeiras inocentes,
Desejos tão carentes,
E tudo que quer sempre alcança.

São coisas de criança:
Viver sem preocupações,
Sempre aumentando as ações,
Nunca de brincar se cansa.

São coisas de criança:
Que da vida nada pretende
Nem sempre o adulto entende,
Pois nela esta a esperança.

Sou uma bela criança
Esperança do futuro,
Sem mim o mundo não alcança,
O sonho de sair do escuro.

Alyne C. Valença - 9 anos

Indique esta página!

 

[Clinica Repensar] [Menu Feminino] [Recanto da Criança]

 

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br