Sinto-me no desconforto
De sua ausência,
Fico aqui... Não é aqui!
Talvez por lá, também não.
Busco acolá, quem sabe!
E reviro-me na insatisfação...
Mas qual o que!
Onde estará você?
Tudo parece desaparecer,
Neste mundo de tempo e espaço.
A tristeza me envolve e,
Busco a polaridade da alegria,
Envolvo-me de tarefas a executar,
Porém no final do dia,
Volto-me a mim mesmo
E La esta o buraco de sua ausência
Que tem voz, que fala na consciência.
Que clama a chamar,
E o som vai ficando mais alto
Chega até gritar dentro de mim.
Eu te amo, fique aqui, não vá!
Olho para a lua, feminina como eu.
E ela me diz: Acalma-te
Quem te cuida sou eu!

Sônia Braga Urbano


 

::: Clinica Repensar ::: Menu ::: Voltar ::: Indique esta página! :::

 

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br

 

CrysGráficos&Design