A cada ano renovamos a esperança,
após a correria com a partida do ano velho.
Entreguei para o Universo,
as desventuras e as conquistas do ano.
Queimei no elemento fogo,
transformando em cinzas o passado,
com um certo mistério.


Brindei os desejos escritos em um papel,
para o Ano Novo .
Sonhos e mais sonhos no mundo da mente,
A cada ano, vou formando uma corrente
Com desejos de paz e amor sòmente!


As ilusões vão se dissipando...
e neste compasso vou selecionando,
o que verdadeiramente me faz feliz,
e concluo a cada ano,
que a Bondade e sentimento de humildade ...
São os meus tesouros preciosos
que passo a passo vou garimpando
do lamaçal das tentações,
que a vaidade brotou em meu coração!!!


Feliz ano novo a todos, é meu desejo!
E que neste ano, possamos colher no garimpo pessoal
As mais preciosas pedras:
A tolerancia, a bondade e o amor incondicional!!!


Sônia Braga Urbano

*Veja no link a seguir, como pude ilustrar este poema com um texto: Planejamento Estratégico


Indique esta página!


[Clinica Repensar] [Menu Feminino] [Versos e Poesias]

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys

Todos os Direitos autorais reservados ao site: www.repensar.com.br